As habilidades que te trouxeram até aqui podem não te levar ao próximo passo!

Reavaliar sempre é uma habilidade importante no empreendedorismo. Muitas vezes acertamos o passo, crescemos, e em determinado momento, somos desafiados a mudar novamente!
Muitas vezes aquela habilidade que nos trouxe até aqui não é suficiente para o próximo passo. E surgem as dúvidas:

  • Mas funcionou até aqui!
  • Eu sei fazer muito bem feito assim!
  • Os clientes gostam desta forma de atendimento.
  • Minha equipe já está preparada para atuar desta forma.
  • Os processos já estão feitos, vou ter que mudar?
  • Será que vai funcionar diferente?

São perguntas muito comuns quando desfiamos o status quo, e tentamos fazer algo novo, diferente, evoluído ou mesmo inovador.

E por que mudar muitas vezes é tão difícil?
O nosso cérebro é feito para economizar energia. Para isso, ele aprende pela repetição e registra aquele aprendizado, que passa a ser quase automático para nós. Lembra de quando aprendeu a dirigir? No começo requer atenção total, depois você nem se lembra que está dirigindo não é mesmo?

Quando mudamos algo, o nosso cérebro precisa reaprender, e a primeira reação é de resistência. Por isso é preciso procurar mostrar para seu cérebro que a mudança será melhor para ele e para você ! Como?

1 – Entenda os benefícios da mudança para você, claramente. Se precisar escreva uma lista de prós e contras, e procure sentir de verdade, e não apenas racionalmente, se a mudança é benéfica para você. Se não sentir, reavalie o que está bloqueando sua aceitação ao benefício esperado.

2 – Identifique o que você não gosta da mudança: Apenas o fato de mudar? A necessidade de reaprender? O medo de não dar certo? Os riscos envolvidos? O receio de não ser aceito pela equipe ou clientes? É importante conhecer e entender o que está nos impedindo de seguir em frente com segurança. E então procurar ações de contorno para os riscos reais e práticos, e trabalhar as expectativas para os medos e ansiedades.

3 – Treine, teste, experimente! Se for possível, não faça a mudança toda de uma vez. Planeje e faça em etapas, teste, experimente, pesquise com os envolvidos. É mais fácil errar e corrigir em pequenas etapas, entendendo o que exatamente não deu muito certo.

4 – Engaje e motive a equipe. Se tiver mais gente que participa da mudança, explique os benefícios e riscos identificados, ouça os pontos de vista, busquem juntos soluções de contorno. Assim como você, sua equipe e clientes podem ver a mudança como um desafio, mas se você mostra seu plano e faz com que eles se sintam parte, eles podem contribuir muito com o sucesso da transformação esperada!

Crescer o seu negócio significa evoluir sempre. E toda evolução e inovação traz mudança! Você está aberto às mudanças que podem te levar para o próximo nível do seu negócio?

(Por Ana Paula Lemes)

Gostou? Compartilhe com seus amigos

Deixe um comentário

Blog Vidha Vera

Este é um espaço pensado para compartilhar conhecimento e experiências relacionados ao desenvolvimento humano e às terapias integrativas. Convidamos a deixarem sua opinião sobre os temas publicados, para que possamos conhecer mais sobre vocês e seus principais interesses.

Categorias