Respirar Cura! Saiba mais sobre a Respiração Holotrópica™

O que é a Respiração Holotrópica™?

A respiração melhora o funcionamento do corpo como um todo. Não é à toa que este ato é um dos pilares da meditação. Ao focar na respiração, e voluntariamente modificá-la, aprofundando e acelerando, podemos exercer efeitos intensos em nossa psique.

Passamos a maior parte do tempo sem perceber que estamos respirando, e como estamos respirando. Respirar é um ato cotidiano automático, mas vital. Ocupados e entretidos nos processos da mente, mal nos damos conta da inteligência corporal, que cuida sozinha desse processo fantástico. Mas bastam alguns poucos segundos sem ar, e a importância do processo se torna instantaneamente óbvia.

A Respiração Holotrópica™ (RH) é uma profunda vivência terapêutica de auto-exploração criada pelo pesquisador e psiquiatra tcheco Stanislav Grof (um dos fundadores e principais teóricos da Psicologia Transpessoal) e sua esposa, Christina Grof, pesquisadores treinados em terapia psicanalítica.

Pode-se atingir estágios avançados de consciência através de controle da respiração e disciplina, conforme yoguis já provaram há milhares de anos. A Respiração Holotrópica™ segue esse princípio e nada mais é do que uma técnica respiratória que aumenta a quantidade de oxigênio no cérebro.

Os Grof se interessaram por estados expandidos ou incomuns de consciência e como eles poderiam ajudar a capacitar as pessoas a lidar com traumas. Eles procuraram desenvolver um método para alcançar uma experiência psicodélica via respiração, para autoconhecimento, cura interior de traumas e distúrbios emocionais, psicossomáticos e até mesmo físicos.

A técnica é aplicada desde 1976 com impactantes resultados terapêuticos e de desenvolvimento pessoal, e hoje está estabelecida e praticada em muitos países, como Brasil, Chile, EUA, Argentina, Canadá, Rússia, China, Índia, Espanha, Inglaterra, entre outros.

 “Holotrópico” vem do grego holo, que significa “todo”, e trepein – “avançar”. Então, holotrópico pode ser traduzido como “mover-se para a totalidade”.

Christina e Stanislav abordaram o desenvolvimento desta técnica desde um ponto de vista tanto intelectual como espiritual, integrando os resultados das descobertas da investigação científica com o poder da conexão espiritual experimentada no Yoga. Eles perceberam que a combinação das técnicas de respiração utilizadas no Yoga, juntamente com um ambiente reconfortante e música evocativa podia impulsionar a mente num estado de transformação e reflexão profundo.

Considerada a técnica mais poderosa da psicologia transpessoal, permite o acesso seguro e sistemático aos estados não-ordinários de consciência. Com a Respiração Holotrópica™ pode-se atingir estágios avançados de consciência que levam a uma conexão mais próxima consigo mesmo e o universo. Uma vez que esse estado é atingido, ele traz saúde para a psique e proporciona ao praticante a oportunidade de se examinar, avaliar o seu caráter e as suas escolhas, lhe outorgando clareza e orientação, o que pode ajudar na árdua jornada rumo ao auto-conhecimento e auto-realização.

Uma das dimensões mais originais e poderosas da Respiração Holotrópica™ é sua revolucionária cartografia expandida da psique humana, descrita por Stanislav Grof. As experiências ocorrem e a transformação acontece, não apenas na dimensão biográfica. Elas também abrangem o que Grof chama de dimensões perinatal e transpessoal da psique.

A dimensão transpessoal inclui os domínios dos arquétipos descritos por Carl Jung, bem como muitas outras experiências coletivas descritas pelas tradições espirituais mundiais e fenômenos não mapeados anteriormente por qualquer outra tradição.

Como funciona a Respiração Holotrópica™?

Atenção na respiração foi uma das brilhantes sacadas de Grof! A Respiração Holotrópica™ combina a respiração intensa para fazer com que os praticantes transcendam a consciência como uma forma de cura. Especificamente, a técnica holotrópica integra respirações curtas e intensas seguidas de respirações longas e profundas. Por causa disso, muitos a consideram como uma prática meditativa muito mais intensa.

Na Respiração Holotrópica™, uma incrível jornada de cura e visita direta aos aspectos inconscientes e supraconscientes de nossa mente, guiado pela nossa sabedoria interior é possível, elevando a pessoa a um novo grau de consciência sobre si mesma.

Ao atingir estados incomuns de consciência, o método permite que os participantes se conectem à sabedoria e à capacidade de cura próprias de seu corpo e psiquismo, capaz de selecionar e elevar à consciência  conteúdos de forte carga emocional para serem processados e, portanto, de grande importância às dinâmicas psíquicas, além de reviver ou conectar com material biográfico, ter acesso às memórias do nascimento e da vida pré-natal, além de infindável espectro dos fenômenos transpessoais.

As sessões ocorrem individualmente ou em grupos onde os participantes se alternam nos papéis de respirante e cuidador. No final das sessões de respiração se utilizam técnicas de integração com arteterapia.

O Método

“Ainda pouco conhecida no Brasil, a Respiração Holotrópica™ exige bastante comprometimento de quem está fazendo o trabalho, o respirante. São aproximadamente três horas de prática intensa, que tem como condutora a própria psique, e não o terapeuta ou o cliente. É ela a curadora interna que escolhe o conteúdo a ser trabalhado na sessão, aquilo que vai emergir do subconsciente para o consciente. Bloqueios que, em geral, não podem ser facilmente acessados por terapias exclusivamente verbais. Por isso mesmo, a Respiração Holotrópica™ é tão poderosa”, explica Patrícia Soubihe, psicóloga transpessoal que trabalha com a técnica há quase 20 anos.

A respiração profunda e acelerada é um mecanismo de autocura desenvolvido pelo ser humano desde os primórdios. Muitas tradições místicas, como o budismo, yoga, sufismo e xamanismo, utilizam este recurso natural para alcançar estados extraordinários da consciência, entrar em contato com o mundo espiritual e promover curas. “Grof não inventou a técnica propriamente. O que ele fez foi criar um contexto terapêutico para um tipo de pranayama que leva à hiperventilação, que conduz o indivíduo ao estado ampliado da mente”, esclarece Patrícia.

O método utilizado na Respiração Holotrópica™ combina respiração mais rápida e profunda que a habitual, música evocativa, trabalho corporal e arte, permitindo que os participantes ampliem sua consciência e se conectem à sabedoria e à capacidade de cura próprias de seu corpo e psiquismo.

O paciente fica deitado por cerca de duas horas, respirando de maneira mais acelerada que o normal, induzindo assim, a um estado alterado de consciência onde antigos traumas e sentimentos são liberados.  Em torno de 1 hora é um período que traz vivências intensas para a maior parte das pessoas – após 15 ou 20 minutos, os primeiros efeitos, normalmente, começam a ser percebidos. Deve estar tão relaxado quanto possível e mexer o mínimo possível, apenas o estritamente necessário. Foco da atenção na própria respiração, aconteça o que acontecer.

A Respiração Holotrópica™ é seguida de quatro passos:

  1. Respirações completas e profundas: As respirações devem ser cheias e profundas. Ao inspirar, encha os pulmões a ponto do seu abdômen se expandir. Depois de 15 ou 20 minutos o corpo normalmente encontra seu rítmo e você sequer precisa pensar sobre isso.
  2. Respire de forma circular ou contínua: Isso significa não dar intervalos entre uma respiração e outra, não prender o ar. Com os pulmões cheios, esvazie-os imediatamente, quando estiverem vazios, encha-os imediatamente. Não deve haver lacunas em suas respirações, essas interrupções podem bloquear o ritmo natural do corpo, o que é crucial no uso da Respiração Holotrópica™.
  3. Respire mais rápido: mantendo-se consciente das primeiras duas dicas respiratórias, respire mais rápido que o habitual, mas não tão rapidamente que o corpo sinta tensão ou estresse/ respire com cuidado para não sobrecarregar o corpo. Mantenha todo seu corpo, principalmente os pulmões relaxados para não se cansar, pois isso também vai interferir o ritmo natural do corpo.
  4. Respiração bucal: A respiração pela boca leva a uma hiper-oxigenação cerebral, porque o ar entra em maior quantidade e velocidade. Caso você se sinta desconfortável, pode trocar esta respiração bucal pela nasal, esta é uma questão de preferência pessoal. Alguns acham que respirar pela boca distrai menos e que assim é mais fácil de mover rapidamente um grande volume de ar dentro e fora dos pulmões. Porém, há aqueles que encontram a respiração bucal desconfortável e sentem que a respiração através do nariz é mais fácil e lhes permite se concentrar menos na respiração e mais na atividade da mente.

A música é importantíssima para a Respiração Holotrópica™. Não deve ter intervalos entre as músicas, além disso elas não devem ser em idiomas que os praticantes entendam, para ninguém se distrair. Embora a música tenha relevância no processo, a respiração é o carro-chefe.

Depois do trabalho da respiração, vem a parte da integração da experiência vivida. As sessões de respiração propriamente dita são seguidas de arteterapia (um período de 30 a 60 minutos nos quais se desenham mandalas ou outro tipo de arteterapia, se expressando e plasmando assim sua experiência de modo não-verbal). A arteterapia tem o papel de reestruturar a psique depois da sessão.

Também na fase de integração é promovida uma roda de compartilhamento das experiências, onde todos têm a oportunidade de compartilhar um pouco de suas experiências e aprendizagens num contexto de respeito, escuta ativa, sigilo e não julgamento. O compartilhamento é um momento importante, nos ajuda a consolidar pelo que passamos e nos ajuda a formar um senso de comunidade, ao tirar o foco apenas de nós mesmos e nos estimular a dar atenção e ouvido ao próximo.

Com a pintura e a partilha voluntária, o respirante consegue integrar seu processo e voltar para casa em equilíbrio, por mais impactante que a experiência tenha sido. Uma sessão bem sucedida, em que o participante tenha feito a sua parte e tenha sido bem assistido, gera ganhos significativos, que podem ser sentidos imediatamente ou no decorrer dos dias.

É importante destacar que a técnica deve ser acompanhada por facilitadores certificados para a Respiração Holotrópica™. Assim como qualquer terapia, se aplicada de maneira inapropriada poderá trazer consequências indesejáveis, neste caso tanto psíquicas, mentais e até mesmo físicas.

Indicações e Benefícios da Respiração Holotrópica

É interessante usar uma fonte natural e inata como ferramenta de cura. Existem algumas técnicas poderosas usando a respiração como única ferramenta.

A Respiração Holotrópica™ está indicada para todos que desejam autoconhecimento e cura, bem como integração de processos bioenergéticos, emocionais e melhora nas relações interpessoais. Produz incremento da criatividade, superação de fobias e traumas, melhora da autoestima e consciência corporal.

É sabido que a respiração é poderosa e fundamental para controlar nossa mente, nossas emoções e nosso corpo físico.

A técnica é conhecida por ajudar a aliviar a dor crônica, curas de depressão, liberação da raiva, melhorar condições médicas como a asma, enxaqueca, ou tensão pré-menstrual, a recuperação apoio do vício, receber insights intuitivos, ou simplesmente fornecer clareza em áreas problemáticas de nossas vidas, dá uma sensação de maior conexão com o físico, emocional.

Os benefícios de se praticar a Respiração Holotrópica™ são muitos. Desde que foi desenvolvida como uma maneira de os pacientes lidarem com traumas, a técnica tem se mostrado útil como uma ferramenta de psicoterapia, ajudando especialmente aqueles com comportamentos de fuga. Também se mostrou efetiva para diminuir a ansiedade em seus praticantes, trazendo sensação de calma e criatividade após cada sessão.

Além disso, houve relatos pessoais de consciência expandida e maior autodescoberta com esse método. Outros relatam um nível mais alto de confiança em si mesmo, liberação de estresse e ganho de clareza em questões pessoais com as quais lutam.

O exercício da Respiração Holotrópica™ é muito comum na Psicologia Transpessoal, corrente fundada por Abraham Maslow nos anos 60 que defende a tríplice aliança do indivíduo — corpo físico, alma e espírito. Para esta corrente psicológica, os traumas tornam-se doenças físicas ou emocionais, por isso, a Respiração Holotrópica™ é usada no tratamento de dores crônicas, enxaqueca, sintomas da tensão pré-menstrual, asma e depressão. A Respiração Holotrópica™ tem sido usada com sucesso não só para tratar patologias psicológicas. É eficaz na luta contra o excesso de peso;funciona bem durante a terapia de dependência de drogas ou álcool.

Quais as contra-indicações?

A Respiração Holotrópica™ é contraindicada para pessoas com doenças vasculares e cardiovasculares, aneurismas (ou histórico familiar), pressão arterial alta ou baixa, glaucoma, diabetes, asma (sob avaliação caso a caso), doenças contagiosas agudas, cirurgias recentes (cada caso pode ser avaliado), doenças debilitantes, doenças contagiosas agudas, propensão a ataques de pânico, histórico de psicose, doenças mentais complicadas, epilepsia e gravidez ou amamentação, e ainda para crianças menores de 14 anos.

Fora isso, a técnica é sugerida para pessoas interessadas em se conhecer melhor. Alimentação leve no dia, uma boa noite anterior de sono e muita abertura e determinação são orientações para uma boa experiência.

Ressaltamos que não é recomendada a aplicação da técnica sem acompanhamento de facilitadores certificados para a Respiração Holotrópica™. Assim como qualquer terapia, se aplicada de maneira inapropriada poderá trazer consequências indesejáveis, neste caso tanto psíquicas, mentais e até mesmo físicas.

Como ser um facilitador da Respiração Holotrópica™ ?

O papel do facilitador na Respiração Holotrópica™ consiste em oferecer um ambiente seguro e responsável para que o próprio respirante conduza seu processo. É responsabilidade do facilitador manter o ritmo do trabalho, fazendo com que o grupo mantenha o foco na respiração, oferecer suporte corporal quando percebe que a pessoa está com algum tipo de dificuldade de liberação, e auxiliar o processo de integração após o trabalho.

Para ser um facilitador da Respiração Holotrópica™, é preciso fazer uma formação específica, que no Brasil é oferecida pelo Grof Transpersonal Training (GTT) – www.aljardim.com.br.

Saiba mais em:

Associação Internacional de Respiração Holotrópica

Ensino Transpessoal

Fontes:

https://www.metropoles.com/colunas-blogs/bela-jornada/respiracao-holotropica-propoe-cura-pela-transcendencia

https://www.holotropica.com.br/

http://yogui.co/respiracao-holotropica/

https://www.eusemfronteiras.com.br/respiracao-holotropica-e-psicologia-transpessoal/

https://trance.com.br/blog/cultura-psicodelica/respiracao-holotropica

https://www.eduardoschenberg.com/respiracao-holotropica/

https://organicsnewsbrasil.com.br/blogs/blog-caminho-da-cura/respirando-em-direcao-ao-todo-eu-renasci-aos-34-anos/

https://medadvicees.com/pt/pages/5593

Gostou? Compartilhe com seus amigos

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email
Share on print

Deixe uma resposta

Blog Vidha Vera

Este é um espaço pensado para compartilhar conhecimento e experiências relacionados ao desenvolvimento humano e às terapias integrativas. Convidamos a deixarem sua opinião sobre os temas publicados, para que possamos conhecer mais sobre vocês e seus principais interesses.

Categorias

Agenda